Pular corda emagrece, sim ou não? Surpreenda-se com os benefícios



É comum ver as crianças brincando de pular corda na escola ou na rua, e por isso muita gente acaba esquecendo que esse é um bom exercício para continuar praticando ao longo da vida. Talvez você comece a ver essa opção com outros olhos quando descobrir se pular corda emagrece.

Já dá para imaginar que esse exercício é eficaz, pois é bastante comum ver os lutadores pulando corda, seja nos filmes ou quando passam os treinos na televisão. Então só resta saber tudo de bom que pular corda pode trazer para sua saúde.

Para começar, uma grande vantagem de pular corda é a praticidade. Você só precisa da corda e de um pequeno espaço em qualquer lugar, até mesmo no seu quarto, para praticar. Agora, tire a dúvida que lhe trouxe até aqui.

Pular corda emagrece?

Pular corda é um exercício bastante completo, pois trabalha o corpo todo de uma só vez, além de ser uma ótima opção de cardiorrespiratório. Os exercícios cardio servem para fortalecer pulmão, coração e melhorar o fôlego.

Então, sim, pular corda emagrece porque provoca um alto gasto de energia. Em média, pular corda durante trinta minutos pode gastar até 400 calorias. Se estiver fazendo uma dieta bem regrada e mantiver o treino de pular corda por quinze dias seguidos, existe a possibilidade de emagrecer até 4 quilos!

Claro que cada organismo é único e não se pode fazer comparações, mas se você procurar ter acompanhamento do nutricionista e de um treinador, com certeza a prática de pular corda vai acelerar o seu emagrecimento e beneficiar seu corpo em muito mais. Veja a seguir.

Outros benefícios de pular corda

Mesmo que o seu maior interesse seja saber se pular corda emagrece, também é ótimo saber que outras partes do corpo são beneficiadas enquanto você pratica um único exercício.

1. Fortalece pernas e glúteos

Durante todo o tempo em que está pulando corda, os glúteos e as pernas estarão em movimento e estarão sendo trabalhados. Não quer dizer que você não precise mais da musculação, mas conforme o seu objetivo, pular corda vai suprir as necessidades de manter a musculatura trabalhada.

2. Trabalha panturrilhas e articulações dos tornozelos

Da mesma forma que as pernas e os glúteos estão em constante movimento ao pular corda, as panturrilhas e as articulações dos tornozelos também vão estar. Mas preste atenção para não exagerar na dose do exercício, pois movimento repetitivo pode levar à inflamação das articulações. Tenha acompanhamento profissional.

3. É um treino aeróbico

O treino aeróbico deve ser feito de forma intercalada com o treino de peso. Então, você pode escolher pular corda como a sua opção de treino aeróbico, inclusive quando enjoar de caminhar, de pedalar ou de correr.


4. Melhora a agilidade, o condicionamento, a coordenação e o equilíbrio

Ao ver os outros praticando, pode parecer muito fácil pular corda. Mas a verdade é que esse exercício exige a combinação de coordenação motora, de equilíbrio, de condicionamento físico e de agilidade. Tudo isso você vai adquirir aos poucos conforme começa a sua prática.

5. Trabalha membros superiores

Enquanto você está com a corda em movimento, seu braços também estão sendo trabalhados, bem como todos os grupos musculares necessários para exercer o movimento. Então, você acaba trabalhando um pouco das costas e do peitoral também.

Dicas para pular corda

Uma dica fundamental que você deve seguir ao decidir começar a pular corda é comprar uma corda certa para o seu tamanho. Para medir, na hora de comprar você deve segurar a corda com uma mão em cada ponta e pisar na metade dela. As pontas deverão estar na altura do peito, com os cotovelos na cintura. Esse é o tamanho adequado.

Veja outras dicas para ter um melhor resultado pulando corda:

  • Na hora de escolher o material da corda, o recomendado é a de cabo de aço revestido com vinil, que é o modelo speed rope;
  • Existem os modelos feitos de náilon e de sisal, mas podem ser leves demais e podem acabar atrapalhando em vez de ajudar;
  • Quando for começar o exercício, escolha um terreno emborrachado ou uma área gramada para evitar que escorregue e para ter um bom amortecimento dos joelhos;
  • Como é um exercício aeróbico, é importante que o local escolhido para a prática tenha boa ventilação;
  • Lembre-se também que, por mais que pular corda pareça um aquecimento, você precisa se aquecer e se alongar antes de começar;
  • Antes de pegar firme no treino de pular corda, tenha consciência de que esse exercício vai exigir mais esforço de você do que correr ou caminhar. Entretanto, também vai fazer gastar mais calorias;
  • Faça um planejamento gradual para começar devagar, poucos minutos por dia, para que consiga evoluir sempre mais. Não tenha pressa, pois resultado que vem muito rápido também vai embora rápido;
  • Quando observa alguém pulando corda com habilidade parece muito fácil, mas a verdade é que você só vai conhecer a sua coordenação motora depois que começar. Pode ser que no início você tenha que amarrar uma ponta da corda em algum lugar;
  • Mais tarde vai conseguir segurar uma ponta com cada mão e pular sozinho, cada vez mais rápido e alternando os movimentos;
  • Depois que estiver pegando prática é hora de experimentar novos movimentos, como tirar os dois pés do chão ao mesmo tempo, pular em um pé só, levantar um joelho por vez e tantas outras variações para que seu exercício nunca fique monótono.



Loading...

Comentar

3 × 3 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.