Como reduzir o desconforto no avião – Ouvido, Náuseas e muito mais



Como reduzir o desconforto no avião - Ouvido, Náuseas e muito mais

Viajar de avião, antigamente, era para poucos. Hoje em dia, o meio de transporte é acessível e bastante prático para quem deseja cruzar longas distâncias em pouco tempo, porém, tem o seu lado pouco glamouroso: o banheiro é coletivo e as poltronas desconfortáveis – pelo menos para quem viaja de classe econômica.

Além disso, durante o período que durar o voo, será preciso dividir o espaço com mais de 300 desconhecidos, dependendo do porte da aeronave.

Por si só, esses fatores já contribuem para causar alguns incômodos, além do cansaço. Mas, durante o trajeto, outros desconfortos podem ser percebidos pelos passageiros mais sensíveis: inchaço, constipação, enjoo, dor de ouvido e de cabeça, pele ressecada e até mau hálito.

Conheça a causa desses inconvenientes e saiba como se livrar deles ou, ao menos, minimizá-los.

1. ALERGIAS

Quem tem problemas alérgicos (como rinite) sofre ainda mais. Durante o vôo, o nariz e a garganta podem coçar, incomodar e provocar espirros e tosse.

Para combater esses problemas, os viajantes devem beber bastante líquido (principalmente água e sucos) e evitar bebidas alcoólicas –que desidratam ainda mais o organismo.

2. DOR NOS OUVIDOS

Variações bruscas de pressão durante a decolagem ou aterrissagem do avião podem provocar dor nos ouvidos. Para prevenir, respire profundamente e segure o ar por dois segundos. Expire cerca de 20% do ar enquanto os lábios vão se fechando.

Devido à variação da pressão atmosférica, principalmente na decolagem e na aterrissagem, é comum o ouvido ficar “entupido” ou ainda apresentar dores leves, já que ocorre uma pressão do ar sobre o tímpano, principalmente nas crianças.

Para prevenir, abra e feche a boca repetidamente durante o pouso e a decolagem e dê chupeta ou mamadeira aos menores. Bocejar, mascar chiclete ou engolir também ajudam a diminuir a dor.


3. INCHAÇO NAS PERNAS

Outro problema do avião é a falta de espaço e o desconforto de permanecer sentado durante horas seguidas. Quem mais sofre são as pernas e os pés que, por ação da gravidade e da falta de movimento, acabam tendo maior acúmulo de líquido.

Como resultado, eles ficam inchados e podem provocar dor e dificuldade de locomoção. O problema pode ser ainda mais intenso em pessoas que têm varizes, insuficiência cardíaca ou tendência a apresentar inchaços (edemas) nos pés e pernas.

Um dos recursos disponíveis é o uso de meias elásticas durante o vôo. Elas comprimem os pés e pernas e evitam o acúmulo de líquidos.

Além disso, as pessoas devem mexer os pés para baixo e para cima (fazendo movimento de compressão e relaxamento da musculatura) e andar um pouco durante o vôo.

Quem já tem problemas de edema ou varizes em pernas e pés deve procurar seu médico antes da viagem para que seja feita a escolha da meia elástica mais adequada. Para quem não tem problema, uma meia elástica de compressão suave pode dar conta do recado.

4. NÁUSEAS E ENJÔOS

Outro problema comum nos vôos são as náuseas e os enjôos provocados pelo deslocamento do avião. O mal-estar pode começar subitamente e a pessoa tem inquietação, suor frio, tontura e vômitos. Quem tem tendência a enjoar deve procurar seu médico para que ele prescreva medicações que podem ser usadas antes do embarque.

Algumas delas provocam, como efeito colateral, um pouco de sonolência.

Escolha um lugar no avião que fique antes da asa. Não ler, não beber álcool e café, comer pouco, evitar alimentos gordurosos e apimentados e direcionar a ventilação do ar para a face são alguns dos recursos que evitam que a pessoa fique enjoada. Coma bolachas secas (água e sal) e bebidas gasosas (água com gás, refrigerantes) para colocar o estômago em ordem.

5. ANSIEDADE

A situação de estar voando e a sensação de “confinamento” desencadeiam em algumas pessoas crises de ansiedade. Sintomas como suor frio, medo, taquicardia, falta de ar e desmaios são os mais comuns. Procure se distrair dentro do avião. Viaje com pessoas conhecidas ou converse com seu vizinho de poltrona.

Cheque com seu médico a possibilidade de usar medicamentos que combatem a ansiedade antes de entrar no avião.




CONFIRA TAMBÉM:
Chá para Dor nos Ossos (me curou)

Método Sobrancelha Perfeita

Crie um negócio com Panetones Trufados e ganhe R$ 2.500,00.

Loading...