Cardápio e dicas fáceis para você emagrecer com a dieta mediterrânea



Cardápio e dicas fáceis para você emagrecer com a dieta mediterrânea

Olá, nesse artigo vamos falar sobre a dieta mediterrânea, que vem ganhando cada vez mais adeptos, que desejam emagrecer e conquistar o sonhado peso ideal.

Esse método é todo elaborado com base em alimentos frescos e naturais como: frutas, legumes, verduras, leite, queijo, azeite, peixe, cereais, ou seja uma propõe uma alimentação saudável.

Nessa dieta, é necessário retirar completamente da alimentação produtos industrializados, tais como comidas congeladas, enlatados, biscoitos recheados, salgadinhos prontos, carnes processadas como salsicha e linguiça e por aí vai.

A dieta do mediterrâneo é tão difundida mundialmente que foi considerada patrimônio histórico da humanidade pela UNESCO.

No geral, quem adere à dieta mediterrânea está buscando, não somente emagrecer, como inserir no dia a dia hábitos alimentares mais saudáveis, sem necessariamente ingerir poucas calorias ou passar fome.

A dieta mediterrânea naturalmente estimula o metabolismo, facilitando a redução ou o controle de peso.

O que esses alimentos da trazem de benefícios à saúde?

Frutas, Legumes e Verduras

Frutas, legumes e verduras devem estar presentes todos os dias nas refeições seja qual for a sua dieta.

Esses alimentos são essenciais para um corpo saudável, pois repõem o organismo de vitaminas, minerais, fibras, água, antioxidantes, prevenindo vários tipos de doença e dando a sensação de saciedade que levará a ingestão de menos alimentos e, consequentemente, a perda de peso.

Laticínios

É essencial que nessa dieta sejam consumidos sempre leites desnatados, iogurtes naturais e queijos brancos, como cottage e ricota (quem podem ser perfeitamente temperadas para darem mais sabor à comida), preferíveis nas versões lights dos produtos, pois apresentam menos gorduras ruins.

Gorduras boas

As chamadas gorduras boas ou gorduras insaturadas devem ser usadas para substituir gorduras ruins (gorduras saturadas e trans), pois auxiliam na redução do colesterol e triglicérides, diminuindo, assim, o risco de se desenvolver doenças cardiovasculares.

Existem vários alimentos ricos em gordura boa, a exemplo: azeite de oliva, castanhas, abacate, linhaça, peixes gordos (salmão, atum, sardinha, cavala), semente de girassol, peito de pato e outros.


Alimentos Integrais

A dieta mediterrânea também utiliza muitos grãos e cereais como o arroz e o macarrão integrais, a aveia, a farinha de trigo integral e de centeio, pois todos esses alimentos auxiliam no trânsito intestinal, bem como evitam a absorção de gorduras e açúcares.

Se você pretende começar essa dieta, observe que os grupos de alimentos acima descritos permitem variar bastante no cardápio diário.

Para te ajudar nas ideias, elaboramos as seguintes sugestões:

Sugestão 1

Café da manhã – 1 fatia de pão integral com manteiga + iogurte com linhaça e banana cortada em rodelas;

Colação – 2 torradas integrais de arroz e ricota temperada com oréganos + 2 castanhas de caju

Almoço – arroz integral + filé de frango grelhado + abóbora cozida + grão de bico + verduras à vontade

Lanche – 1 suco de abacaxi com hortelã + 1 fatia de pão integral com cottage

Jantar – omelete de tomate, cebola, cenoura ralada + verduras à vontade

Sugestão 2

Café da manhã – 1 copo de leite desnatado + 1 fatia de pão integral com ricota temperada + 1 fatia de mamão

Colação – 1 iogurte natural + chia e canela + 4 amêndoas

Almoço – macarrão integral + 1 lata de atum em azeite + cenoura ralada +  + verduras à vontade

Lanche – 2 torradas de arroz com manteiga + 1 melancia

Jantar – arroz integral + 2 legumes de sua preferência no vapor + 1 filé de frango + verduras à vontade

Sugestão 3

Café da manhã – vitamina de banana e aveia com leite desnatado

Colação – 1 fatia de pão integral com ricota temperada + 1 limonada

Almoço – arroz integral + posta de salmão grelhada + salada de feijão fradinho + verduras à vontade

Lanche – 2 torradas de arroz com manteiga + iogurte com chia

Jantar – omelete de atum + legumes cozidos no vapor + verduras à vontade

Lembre-se de sempre utilizar uma colher de sopa de azeite, tanto no almoço, como no jantar, bem como acrescentar peixes o máximo possível à dieta.

É recomendada a ingestão diária de no máximo duas colheres de sopa de azeite por dia.

Conclusão sobre a Dieta Mediterrânea

Agora que você já conhece um pouquinho da dieta, o que achou? Gostou das sugestões de cardápio?

Acha que seria uma dieta fácil para o seu cotidiano?

Se já experimentou, manda pra gente o seu testemunho, deixe seu comentário que é bastante importante para nós.

Assim, outras pessoas poderão ter como base a sua experiência para aderir ou não à dieta mediterrânea.

 

Loading...